• Paula Lima

Feriado e quarentena

Olá, pessoal, tudo bem?


O feriado prolongado de Corpus Christi vem aí - ainda que diferente do que estávamos acostumados -, e o Blog do Uirapuru traz para vocês ideias bacanas de programas para fazer em casa. As sugestões são para toda a comunidade do Colégio, do Berçário ao Ensino Médio. Esperamos que aproveitem bem!

12/06: Brincadeira com malabares com a equipe de educação física do Colégio

O professor Leon, de educação física, vai promover uma atividade de malabares e equilíbrio ao vivo na sexta, dia 12/06, pelo Hangouts (links de acesso abaixo). A ideia é criar a oportunidade de experimentar novas sensações e vivências físicas por meio da magia e da emoção da arte do circo - imperdível! Então se programem e coloquem na agenda porque todo mundo vai poder participar, da Educação Infantil ao Ensino Médio, nestes horários aqui:


9h: Fundamental 1 > acesso neste link

10h: Infantil > acesso neste link

11h: Fundamental 2 e Ensino Médio > acesso neste link

14h30: Infantil > acesso neste link

15h30: Fundamental 1 > acesso neste link


Guia de brincadeiras para famílias com crianças do nascimento aos 6 anos

A Fundação Maria Cecília Souto Vidigal desenvolveu este guia de brincadeiras e tem várias opções divertidas para o feriado. As propostas estão divididas por faixa etária: de 0 a 18 meses, de 17 meses a 3 anos e 11 meses e de 4 anos a 5 anos e 11 meses, cada um com um pequeno vídeo que explica o estágio de desenvolvimento e o que as crianças e bebês de cada idade curtem fazer. A sugestão da Fundação é fazer uma atividade por dia, e há opções para vinte dias - mas dá para fazer de acordo com a disponibilidade de cada família!



Leia mais:

[Mães, filhos e livros: uma relação de amor]

[Livros para crianças de 2 a 6 anos]

Propostas de brincadeiras para bebês

Já falamos sobre estas atividades para bebês do Blog da Brinque-Book: aqui vocês acessam uma diversidade de brincadeiras simples e caseiras para divertir e estimular os pequeninos. Eles adoram brincar com objetos cotidianos, misturá-los e transformá-los em outra coisa: pedaços de tecido, colheres, potes, panelas, peneiras, baldes, garrafas, caixas, papel - tudo pode ser reinventado por um bebê maravilhado diante dessas coisas.


Leia mais:

[Livros para bebês]

Vamos brincar de Grúfalo?


A Brinque-Book também elaborou uma atividade para as crianças criarem uma máscara e os pés peludos deste monstro tão querido! Vai ser muito divertido de fazer e também de brincar com a fantasia depois. É só acessar o arquivo aqui. Depois, que tal juntar toda a família - e os Grúfalos que estiverem por aí! - e assistir à animação O Grúfalo e O filho do Grúfalo na Amazon Prime Video? E, para quem quiser, tem também a contação dessa divertida história no canal do YouTube da editora!

Recortar, colorir e ilustrar

O livro-CD Brasil for Children é todo ilustrado a partir da combinação de módulos geométricos coloridos, e a editora Peirópolis disponibilizou os desenhos desses módulos para imprimir quantas vezes vocês quiserem e depois recortar, colorir e criar ilustrações bem criativas e diferentes! O livro (adotado pelo 1º ano do Fund.1) traz "canções que fazem parte da infância dos nossos avós, músicas que vieram de outros países e foram temperadas com os ritmos do Brasil, cantigas que nossos filhos transformaram em brincadeiras, canções de ninar que nossas mães cantavam, melodias que proporcionam o encontro de muitas gerações"!

Hair Love - O filme

O curta de animação que levou o Oscar deste ano conta a história de Zuri, uma menininha negra que ainda não consegue cuidar de seu cabelo e, para fazer um penteado bem lindo para um dia importante, vai contar com a ajuda carinhosa do pai e de uma blogueira muito especial. O link para o curta no YouTube é este aqui, e nós mais do que recomendamos para a família toda assistir! O filme foi baseado no livro Hair Love, de Matthew Cherry (o próprio diretor do curta), que já tem edição brasileira e logo mais vai chegar à nossa biblioteca. Enquanto isso, o Blog selecionou aqui outros títulos lindos e divertidos de literatura infantil com protagonistas negras para ler em família.

Aqui estamos nós - O filme

Já falamos bastante sobre o livro Aqui estamos nós: notas sobre como viver no planeta Terra, do escritor e artista plástico Oliver Jeffers, e sobre a animação criada a partir dele aqui no Blog e reforçamos: se vocês ainda não assistiram, este feriado é um ótimo momento. O livro, adotado pelo Infantil 4 do Colégio, é a apresentação do nosso planeta de um pai para seu bebê que acabou de nascer. O narrador conta sobre a terra, o mar, o céu, a constituição dos dias, a passagem do tempo, todas as diversas e múltiplas pessoas que aqui habitam, além da enorme diversidade de animais. Com ilustrações maravilhosas, é impossível passar por este livro - e pelo filme! - sem se emocionar e sem sentir a esperança renovada. O filme está disponível por aqui na Apple TV.

E aqui embaixo vocês podem acessar mais posts do Blog do Uirapuru com dicas de brincadeiras e livros:


Podcast para crianças - histórias da Amazônia

No último Dia Mundial do Meio Ambiente (05/06), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou um podcast para crianças e famílias brasileiras com 24 episódios de trinta minutos de duração, que destacam histórias, lendas, costumes e saberes amazônicos; sugestões de brincadeiras e atividades; e outros conteúdos inspirados nas diversas culturas que compõem a Amazônia Legal brasileira. O podcast está disponível no Spotify, no YouTube e na plataforma aprendendosempre.org e é voltado para crianças da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental.


Leia mais:

[Originais do Brasil]

PinaCanção - uma história cantada entre pinturas

Este é um espetáculo criado pelo Hélio Ziskind,(diretor musical do Cocoricó) que será exibido on-line agora que a Pinacoteca do Estado está fechada. São 40 minutos de música, teatro e artes visuais, em uma história em que os personagens se encontram no museu e, em meio às canções, descobrem tons, texturas e escalas do universo da pintura. Segundo o site do museu, a próxima edição vai estar disponível no dia 14/06 aqui.

Cursos gratuitos de desenho

A Faber-Castell liberou três cursos desenho para ser feitos gratuitamente durante a pandemia. Tem o Play na criatividade, com exercícios dinâmicos e divertidos para liberar a imaginação; o Desenhando com emoções, para impulsionar desenhos com paixão e emoção, usando cores e formas; e o Criando mundos, que promove uma imersão artística no espaço sideral, no fundo do mar e na pré-história. Os cursos têm duração aproximada de 50 minutos a 1h30 e são mais direcionados para artistas a partir de 6 anos (se os pais acharem que os menores conseguem acompanhar, estão liberados!).


Caretas artísticas

"Todo mundo sabe como é um olho, um nariz e uma boca. Mas na hora de desenhar, cada um faz do seu jeito. É essa liberdade que torna a arte tão rica e tão incrível!" A revista Yoyo disponibilizou esta divertida brincadeira de criar caretas com diversas partes do rosto que a publicação oferece - além de convidar todo mundo a recortar outras, em revistas e fotos, por exemplo. Também mostra o trabalho de artistas que pintaram retratos bem conhecidos. Bom, depois de criar as suas caretas, queremos ver o resultado! Aqui a revista oferece outros jogos, pequenos contos para leitura, cruzadinhas, liga-pontos, ilustrações para colorir etc - é só baixar e se divertir!

Masp desenhos em casa

Todas as segundas-feiras, o perfil do Instagram do Museu de Arte de São Paulo indica uma obra do acervo para ser desenhada pelo público. Aos domingos, são postados os desenhos selecionados a partir dos seguintes critérios: originalidade, inventividade, conceito e execução dos desenhos. Adultos e crianças podem participar! O Masp entende que desenho é um trabalho feito sobre papel ou cartão, com aquarela, guache, pastel, lápis, caneta, giz de cera, tinta acrílica ou óleo, colagem ou digital. Para postar, é só marcar @masp e usar #maspemcasa. Quem for escolhido ganha um vale Amigo MASP , que oferece entrada ilimitada e sem filas durante o ano todo no museu, além de descontos no restaurante, café, loja e escola MASP.

Tour virtual da Pinacoteca

Outro programa da Pinacoteca do Estado que, mesmo fechada por conta da pandemia, tem um tour virtual interativo incrível que mostra o acervo permanente da galeria. Você escolhe a sala que deseja visitar em uma planta do prédio, clica e percorre cada cantinho dos ambientes. Tem ainda informações e áudios sobre as obras, é só passar o mouse sobre a bolinha colorida. A família toda vai adorar o passeio! É só acessar aqui.



Leia mais:

[12 dicas de exposições, concertos e visitas virtuais em museus no Brasil e no mundo]

Jogos virtuais da Pinacoteca

A Pinacoteca tem ainda uma página de jogos virtuais criados a partir de imagens da exposição Arte no Brasil: uma História na Pinacoteca de São Paulo. Em ordem cronológica, a mostra exibiu quinhentas obras, entre pinturas, esculturas, desenhos, gravuras e fotografias, de autoria de artistas fundamentais para a história da arte brasileira, do período colonial até os 1930: Debret, Taunay, Almeida Junior, Eliseu Visconti, Pedro Alexandrino, Portinari e Lasar Segall.

  • Quebra-cabeça: as obras da exposição foram transformadas em quebras-cabeças de três níveis de dificuldade, sempre com a obra como referência para ajudar e tempo para montar

  • Pintor digital: a partir de um detalhe de uma obra da exposição, você cria uma nova versão, que pode ser compartilhada nas redes sociais

  • Jogo da memória: com cartas em que as imagens são obras da exposição, com três níveis de dificuldade

  • Imagem e som: uma experiência lúdica com as imagens das obras e sons, que você deve relacionar

  • Dominó: para jogar em dupla. Cada jogador recebe sete peças no início e, a cada imagem colocada por um jogador, o outro deve combinar seu par, juntando figuras idênticas

  • Cadáver esquisito: neste jogo você junta partes de diferentes rostos de obras das exposição e cria caretas esquisitas a partir delas!

Conte sua história no Museu da Pessoa

De acordo com a definição, o "Museu da Pessoa é um museu virtual e colaborativo. Está aberto a toda e qualquer pessoa que queira registrar e compartilhar sua história de vida." Foi criado com a ideia de que a história de cada pessoa é valiosa, digna de ser narrada e ouvida - um patrimônio cultural que merece ser colecionado e exposto por um museu, com a intenção de criar uma cultura de paz e "uma sociedade conectada por experiências de vida, sentimentos e emoções em contraposição às diversas formas de intolerância". As histórias de vida, assim, se tornam fontes de conhecimento e compreensão. E aí, vamos contribuir para esse acervo e essa ideia tão necessária e revolucionária, contando a sua história de vida - que é única? Aqui tem as instruções para criar e enviar uma narrativa bacana, que pode ter fotos, imagens e vídeos.


Leia mais:

[Envie uma cápsula do tempo por email]

[Crie um diário durante a quarentena]

Egito Antigo - do cotidiano à eternidade

Em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo antes da quarentena, esta abrangente visita guiada virtual conta com três eixos expositivos: vida cotidiana, religião e costumes funerários. É muito fácil de navegar pelos espaços com áudios de apresentação e vídeos dentro do passeio virtual, que trazem informações e detalhes sobre as peças, como tumbas, sarcófagos e artefatos de uso religioso e do dia a dia. Imperdível!

Lives: espaços culturais e turísticos de São Paulo


Que tal visitar prédios históricos e culturais da cidade de São Paulo, com guia especializado e tudo? Tudo on-line, claro! A Secretaria de Turismo de São Paulo, em parceria com o governo do Estado, começou a promover lives de visitas guiadas pelo Instagram. A primeira delas foi ao Edifício Martinelli, esse que vocês veem aqui ao lado, o primeiro arranha-céu da cidade, construído no centro de São Paulo lá nos anos 1920, na Praça Antonio Prado, durante a efervescência do Modernismo e o auge do ciclo do café. Sigam o perfil do Instagram da @turismoprefsp para acompanhar a programação e participar das próximas visitas!

Realidade aumentada em visitas virtuais

A revista Galileu selecionou mais seis exposições e locais para visitar e explorar em 3D por meio do Google Arts & Culture, como o Palácio de Versalhes, uma retrospectiva com obras do Portinari e um tour em street view pela casa do artista em Brodowski, no interior de São Paulo. Tem também uma visita em 360º à casa de Anne Frank em Amsterdã que inclui o único vídeo em que a menina aparece e uma foto dela com a família.


E falando em Anne Frank...

Vídeo-diário de Anne Frank no YouTube

Já falamos aqui: a Casa Anne Frank produziu uma websérie que recria o diário da menina judia que morreu em um campo de concentração no final da Segunda Guerra. A produção mostra o cotidiano de Anne durante seu confinamento no anexo secreto onde ela se escondeu dos nazistas com sua família e quatro amigos judeus - mas tudo é registrado em uma câmera. Emocionante e necessário neste momento.

Festival de cinema francês

A Embaixada da França apresenta uma seleção de 50 filmes que se destacaram no Festival Varilux de Cinema e estarão disponíveis no Looke até agosto. Tem comédias, dramas, filmes históricos, infantis e curtas-metragens, todos com classificação etária - sugerimos que os pais confiram! Alguns são livres, como Asterix e o domínio dos deuses e A raposa má. Saiba mais.

Leia mais:

[Ensino Médio troca dicas culturais na quarentena]

Trilhas e canoagem virtual no Parque das Neblinas

Como todo mundo já percebeu, a tecnologia pode ser uma aliada neste momento. Mas esta sugestão é para quem prefere fazer um passeio "ao ar livre" durante o feriado. No YouTube do Instituto Ecofuturo, dá para "realizar trilhas e canoagem em rios dentro da Mata Atlântica, assistindo aos vídeos produzidos em realidade virtual com imagens em 360º, uma nova maneira de conectar-se com a natureza".


Livros para ler rapidinho disponíveis na Biblioteca do Colégio ou como ebooks gratuitos

*Para os anos finais do Fund. 2 e Ensino Médio*


Ideias para adiar o fim do mundo | O amanhã não está à venda (ebook)

De Ailton Krenak, Companhia das Letras


"O que aprendi ao longo dessas décadas é que todos precisam despertar, porque, se durante um tempo éramos nós, povos indígenas, que estávamos ameaçados de ruptura ou da extinção dos sentidos das nossas vidas, hoje estamos todos diante da iminência de a Terra não suportar a nossa demanda." Um dos principais líderes e pensadores indígenas do Brasil, Aílton Krenak reflete nestes livros fundamentais sobre a necessidade urgente de cultivar as muitas formas de viver no nosso planeta. Chama atenção para a forma de resistência indígena, que, desde o século XVI enfrentando o fim de seu mundo, se baseia na diversidade e na negação de que homem é superior aos outros seres do planeta. O amanhã não está à venda foi escrito já durante a pandemia de covid-19. Tem que ler os dois para pensar sobre o momento que vivemos e sobre o futuro que vamos construir.



Sejamos todos feministas | Para educar crianças feministas

De Chimamanda Ngozi Adichie, Companhia


O que significa ser feminista no século 21? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Estas são algumas questões levantadas pela escritora nigeriana de maneira leve e iluminadora, que reflete também sobre formas de criar crianças sob a consciência da igualdade de gênero. Sejamos todos feministas também está disponível como ebook.


Assassinato no Expresso do Oriente | Morte no Nilo | Um corpo na biblioteca

De Agatha Christie, HarperCollins Brasil


Vocês já leram alguma coisa da Agatha Christie? Se não - apenas leiam. Sério, é aquele tipo de leitura que você não vai conseguir largar até descobrir quem é o assassino da história. A autora é conhecida como a Dama do Crime porque escreveu muitos livros de mistério e suspense, chamados de romances policiais. O personagem mais famoso dela é o detetive Hercule Poirot, figura central, por exemplo, de O assassinato no Expresso do Oriente - que virou filme recentemente. Temos aqui na Biblioteca uma edição nova linda desse clássico, assim como do título aqui do lado. Em Um corpo na biblioteca, a figura central é uma detetive, Miss Marple, uma senhora que foi inspirada na avó da autora. Imperdível!

#isoladosejuntos #cultura #quarentena