• Paula Lima

Vamos desenhar emoções?



Ontem nós sugerimos que crianças, adolescentes e adultos começassem, caso já não tivessem, um diário para registrar sentimentos, atividades diárias, ideias e coisas em geral nestes dias de distanciamento social.


Para as crianças que ainda não escrevem, a ideia é a mesma, mas com desenhos. Vocês podem separar um caderno só para isso ou juntar várias folhas e criar um caderno a partir do zero, com capa feita pela criança, por exemplo.


A intenção aqui é que a criança pare um tempinho e pense um pouco sobre o dia dela, registrando com um desenho o que ela sentiu ao longo do dia - provavelmente foi um monte de coisas misturadas! Depois cada uma conta o que o desenho representa. Aos poucos, as crianças vão aprendendo a reconhecer e nomear suas emoções - e quem sabe até, com o tempo, a lidar melhor com elas.


Dá para usar canetinha, lápis de cor, giz, tinta, glitter, adesivos, recortes, objetos recicláveis diversos, elementos da natureza que tiver em casa (flores, folhas, galhinhos) - você escolhe de acordo com o espaço e a possibilidade (ou não) de fazer alguma bagunça rsrs.



Depois, contem pra gente como está sendo? Se forem postar nas redes sociais, marquem @colegiouirapuruoficial com a hashtag #isoladosejuntos.


Agora vamos ao livro! O de hoje está com acesso liberado pelo app Bamboleio por 45 dias :) Acessem por lá:


O monstro das cores

De Anna Llenas, Editora Aletria


Se alguém ainda não conhece, esta é a chance! Este livro é incrível para conversar com as crianças sobre emoções de forma muito lúdica e divertida. O simpático monstrinho sempre embola todos os seus sentimentos e fica sem saber o que fazer. Então, uma menina o ajuda a separar as emoções em potes de cores diferentes, e o monstro aprende a reconhecer cada uma delas e a guardá-las nos seus respectivos lugares. Lindo e já virou um clássico!



#isoladosejuntos #emoções #sentimentos #isolamento