• Paula Lima

Emoções na infância: vamos ler e conversar sobre isso?

Já se sabe atualmente que as chamadas birras das crianças acontecem porque elas ainda não desenvolveram formas de se comunicar mais racionais, como a habilidade de nomear o que sentem e argumentar, por exemplo.


E, vamos concordar - se, mesmo para os adultos, agir e falar com calma e civilidade em momentos de estresse não é fácil, imagina só para uma criança! Elas se comunicam com os recursos de expressão que possuem: choram, se jogam no chão, gritam, se recusam a cooperar… Quem tem criança sabe bem como é.


Felizmente, hoje também já são conhecidas várias estratégias para que os adultos ajam como adultos nessas horas, sem perder a cabeça e piorar a situação. Uma delas é validar os sentimentos da criança: reconhecer e dizer que ela está chateada, frustrada, com raiva, triste, e se mostrar disponível para acolhê-la e confortá-la.


Outra abordagem é conversar abertamente sobre sentimentos, o que ajuda a criança a reconhecê-los e nomeá-los. Que tal um bom livro para começar esse papo em família? As sugestões de leitura de hoje tem novidades e clássicos aqui do acervo do Colégio e vão agradar a todas as idades - e os pais estão sempre convidados para visitar e conhecer a nossa biblioteca! Dá só uma olhada:


*Vale sempre lembrar que a família é o grupo que mais conhece a criança e a experiência leitora dela. Então, antes de ler com a sua criança, leia você mesmo para se certificar de que ela está pronta para essa experiência.


Ninguém vai ficar bravo?

De Toon Tellegen, Editora WMF Martins Fontes


Este livro é sensível e ao mesmo tempo engraçadíssimo. Traz pequenos contos protagonizados por animais em momentos de fortes emoções. Tem o damão-do-cabo que fica possesso de raiva porque o sol insiste em se pôr todos os dias; a minhoca e o besouro que discutem e competem furiosamente para ver qual dos dois está mais zangado; o porco-espinho que nunca ficou bravo e quer saber a todo custo como é. Tem também o musaranho que não foi à festa de aniversário do esquilo e tenta deixá-lo irritado, mas acaba se descontrolando e quebrando tudo. As situações narradas terminam de maneira aberta e focalizam cenas breves em que os animais têm que lidar com a raiva, a tristeza e a rejeição diante de variados e inevitáveis acontecimentos, que muitas vezes parecem banais para quem olha de fora - tipo o leitor. Bem do jeitinho que acontece na vida também.



Pedro vira porco-espinho

De Janaína Tokitaka, Editora Jujuba


Pedro é um menino que gosta de dinossauros, de desenhar e brincar com os amigos. Mas, quando alguma coisa acontece de um jeito diferente do que ele esperava… pronto: Pedro vira porco-espinho! Pode ser porque a mamãe atrasou para buscar na escola, porque a irmãzinha começou a berrar, porque teve que ir à uma festa chata - a raiva aparece do nada e toma conta do pequeno. Um livro clássico que retrata de maneira simbólica e bem-humorada as birras infantis.



Respira

De Inês Castel-Branco, Editora Telos


Um menino não consegue dormir porque está nervoso e sua cabeça rodopia com milhões de pensamentos. Sua mãe diz para ele fazer uma coisa que ele já está fazendo: respirar. Mas - ué? -, isso ele já sabe fazer. Então, ela mostra para ele que dá para imaginar um monte de coisas para prestar atenção na respiração e acalmar o coração. Como cheirar uma flor, acompanhar os contornos de uma montanha, voar como um pássaro, soprar as nuvens escuras do medo e da ansiedade, ver a purpurina baixar aos poucos num globo de neve. É um pequeno manual narrativo que mostra técnicas simples de meditação, ou seja, de se concentrar na respiração. Delicioso e com boas estratégias para pôr em prática nos momentos de crise.


Olavo

De Odilon Moraes, Editora Jujuba


Finalista do Prêmio Jabuti de 2019 na categoria Infantil, este livro do aclamado autor e ilustrador Odilon Moraes conta a história de um menino que era triste. Um dia, inesperadamente ele recebe um pacote misterioso e se agarra com tanta intensidade à alegria que sente que nem consegue abrir a entrega para saber o que é. Um livro cheio de poesia e silêncios, que dá licença de existir para esse sentimento tão humano e corriqueiro, e que mostra a beleza das diferentes formas como as pessoas encaram a vida.



#emoções #sentimentos #inteligênciaemocional #raiva #tristeza #birra #infância