• Paula Lima

Personagens em quarentena

Olá, leitores do Blog, como vocês estão?


Temos falado bastante nos últimos posts sobre o que dá para fazer de legal dentro de casa durante a quarentena - e esperamos que vocês estejam aproveitando as nossas dicas :)


Hoje nós resolvemos fazer uma brincadeira e imaginar o seguinte: o que será que os personagens da literatura infantojuvenil estariam fazendo se, como nós, estivessem isolados socialmente? Nós escolhemos alguns e vamos falar deles aqui embaixo, mas queremos saber de vocês: o que vocês acham que seus personagens preferidos têm feito na quarentena? Vamos imaginar juntos?


O amado coelhinho Bibo - da coleção criada pela autora e ilustradora sorocabana Silvana Rando - a princípio ficou muito chateado com essa história de não poder sair de casa: afinal, ele não ia mais poder ir ao mercado nem à praia e, o pior de tudo, ao sítio do vovô! É muito chato tudo isso mesmo e ele está com saudade, mas entendeu que é para a segurança da saúde de todos. Então, ele tem ajudado a mamãe a fazer compras por whatsapp e depois recebe tudo em casa (nosso muito obrigado a quem trabalha com serviços essenciais <3). Com o vovô e a vovó, ele conversa sempre por Skype ou FaceTime - eles batem papo e matam a saudade enquanto comem um bolo gostoso, cada um na sua casa. Além disso, com uma conchinha colada ao ouvido, o Bibo ouve o barulho do mar e brinca que está na praia de faz-de-conta!


Outro personagem da Silvana Rando que, no começo, não curtiu a ideia de ficar sem sair de casa por um tempo foi o Gildo. Mas ele também entendeu a importância do isolamento e já se acostumou às aulas on-line: a professora continua explicando tudo pela internet e, ainda que não seja a mesma coisa, ele tem achado que é um diferente legal. Para encontrar o Paulo, a Verinha e seus outros amigos, ele marca sessões de conversa pelo Zoom e é muito divertido! Todo mundo fala ao mesmo tempo e é uma bagunça - já teve até festa de aniversário remota, com parabéns, vela e bexiga! Agora ele superou de vez o medo de balões e até aprendeu a fazer animais de bexiga pela internet. Além disso, ele também tem trocado emails com os amigos, em vez de cartas, para contar as novidades. E, claro, tem brincado muito com a Laurinha, sua irmã, que é quem está em casa o tempo todo com ele (às vezes eles brigam, mas logo fazem as pazes)!


Por fim, a menina-zumbi mais fofa de todas, Mortina, da italiana, Bárbara Cantini, voltou a ficar bem isoladinha no Palacete Decrépito. Não tanto por causa da saúde dela mesma - afinal, ela é uma morta-viva e o coronavírus precisa de hospedeiros bem vivos para se reproduzir -, mas por causa dos seus queridos amigos do vilarejo de Logo Ali, que também estão todos em suas respectivas casas. Mas ela sabe que agora o isolamento é temporário e tem curtido uns jogos de baralho com a Tia Fafá Lecida, brincado bastante com os fantasmas do castelo e com seu inseparável companheiro Tristão, o galgo albino. Pelo menos, com a quarentena, o chato do primo Dondoco também não deve aparecer tão cedo!


E aí, pessoal, o que será que os outros habitantes dos livros estão fazendo? Escrevam pra gente contando :) E se cuidem!


#personagem #quarentena #gildo #bibo #mortina