• Gabriela Traversim

A Rainha do carnaval brasileiro

O carnaval está chegando e as marchinhas estão aguardando ansiosamente para serem tocadas nas playlists, embalando folias e bloquinhos de carnaval. Esta festa brasileira foi envolvida com músicas interpretadas por Carmen Miranda, a grande pequena notável que encantou o mundo. O texto de hoje pincela sobre a história da cantora e ainda traz impressões sobre o livro publicado pelo Grupo Cia das Letras, sobre a vida da artista.




Carmen Miranda, nascida Maria do Carmo Miranda da Cunha, foi, e é até hoje, sinônimo de folia, música e Brasil. Cantora e atriz, Carmen nasceu em Portugal, no ano de 1909 e neste mesmo ano veio com sua família para o Brasil, ainda bebê, mais precisamente para o Rio de Janeiro. Carmen se sentiu em casa ao perceber que haviam tantos portugueses aqui quanto na capital portuguesa, porém seu coração batia forte, em verde e amarelo.

Sua infância foi cheia de aventuras, mas sempre com trilha sonora. Carmen era uma cantora nata e vivia cantarolando em todos os lugares: em casa, com os amigos e familiares e, quando mais velha, cantava durante o expediente de trabalho, em uma fábrica de chapéus. Era uma mocinha desinibida, encantadora e gostava muito da atenção alheia. Ela queria ser artista, mas sonhava mesmo era com as telonas do cinema, não com os palcos. O resto, muita gente já sabe: Carmen brilhou aqui no Brasil e lá fora também. Foi sucesso de vendas e suas músicas cruzaram o continente fazendo sucesso na Broadway. Ela também alcançou seu sonho de ser artista de cinema e estrelou alguns filmes de Hollywood.


gif

Sem ela, muitas coisas não seriam inauguradas... O cinema seria menos colorido, o rádio seria diferente, a música no Brasil, então, nem se fala! Muitos discos ficariam acumulando poeira nas prateleiras, porque naquela época, o povo brasileiro não tinha o costume de ouvir discos. Ah, e os sapatos? As plataformas foram inventadas por ela, sabia? Como ela era pequena (media cerca de 1,52) ela pediu ao seu sapateiro para que adaptasse um sapato, para ter o dobro de salto; assim ela conseguiria ficar “mais alta”.


Toda essa história sobre a vida de Carmen Miranda pode ser lida no livro “Carmen: a grande pequena notável”, do selo Pequena Zahar, do grupo Companhia das Letras. Escrito por Heloisa Seixas e Julia Romeu, e ilustrado por Graça Lima, o livro mostra a trajetória desta mulher icônica que transformou o Brasil no país do carnaval. Suas marchinhas são cantadas até hoje, muitas nós cantamos e nem imaginamos que foram performadas por Carmen em seus anos de glória, mas são registros musicais muito importantes para a cultura brasileira e para a música do nosso país.



E vale lembrar que, não foi só a música que sofreu influência pela grandeza de Carmen Miranda, o cinema, a moda e o reconhecimento que ela trouxe para a cultura brasileira, cantando sobre baianas e bananas, fez com que esta pequena mulher fosse lembrada até hoje, como a rainha do carnaval brasileiro.



211 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo