• Paula Lima

Nova ilustração de um livro muito querido: O grande rabanete



Olá, amigas e amigos deste blog! Como vocês estão?

Bom, as férias estão no fim, mas ainda não acabaram, e hoje vamos falar sobre um causo do bom, pra vocês aproveitarem bem o próximo fim de semana antes da volta às aulas.

O causo, imagino, vocês já devem conhecer: o vovô plantou um rabanete na horta e, na hora de colher… puxa-que-puxa e nada do rabanete sair da terra! Pois é, O grande rabanete, esse livro da Tatiana Belinky que é tãooooo querido, foi lançado em uma edição novinha com ilustrações inéditas, superlindas e bem coloridas! Então, no próximo sábado, às 16h, vai ter uma sessão de autógrafos na livraria Nobel com a Silvana Rando, a ilustradora da nova edição, que é aqui de Sorocaba.

Vocês devem se lembrar da Silvana por causa de outros personagens, como o Gildo, o Bibo, a Peppa, os cachorros amarelos, e de muitos outros livros que ela já escreveu e ilustrou. Sabem que ela inclusive ganhou o Prêmio Jabuti de Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil em 2011, com o próprio Gildo? Pra conhecer um pouquinho mais da Silvana e saber sobre o processo de ilustração de O grande rabanete, o blog conversou com ela, olha só:

Fora da estante: Do que você mais gostou ao ilustrar O grande rabanete?

Silvana Rando: Primeiro, adorei o convite! Ilustrar um livro da Tatiana Belinky é sempre uma grande honra. E, depois, o movimento deles puxando; para mim, foi muito divertido ilustrar as caretas que faziam.

FE: Por onde você começou a ilustração?

SR: Sempre começo criando os personagens e estudando as cores.

FE: Quanto tempo você levou para ilustrar tudo?

SR: Mais ou menos dois meses.

FE: Quais materiais você usa para desenhar? Na roupa dos personagens tem imagens de textura de tecido mesmo, tipo lã e jeans.

SR: Sempre faço meus desenhos a lápis e depois finalizo no computador, mantendo o traço do grafite. Essas estampas (das roupas) são digitalizadas. Para colorir uso o Photoshop.

FE: Tem alguma cor que você gosta mais de usar?

SR: Depende do trabalho, mas, no caso desse livro, o magenta, cor de rabanete, foi a que mais gostei. (Foi a que eu mais gostei também <3!)

FE: Há um elemento na sua ilustração que não havia nas edições anteriores: a galinha! Ela acompanha a narrativa com o leitor, na dela, mas sempre presente. Como ela apareceu?

SR: Quase todos os meus livros têm um personagem que não aparece no texto, um elemento surpresa. Gosto muito de brincar com isso e percebo que as crianças se divertem também.

FE: Eu li no jornal que você conheceu a Tatiana Belinky, né? Conta alguma coisa dela pra gente!

SR: Foi um rápido contato, nada que pudéssemos conversar bastante, pois estávamos num evento tumultuado. Mas era encantadora, muito simpática, com uma alegria de menina.

FE: Você já leu O grande rabanete com alguém ou para alguém?

SR: Infelizmente, ainda não li o livro para ninguém. Mas nunca é tarde para tentar!

FE: Finalmente: você já plantou rabanete? E você gosta de comer rabanete?

SR: Puxa, nunca plantei rabanete. Pena, pois adoro comer ele em conserva de vinagre e açúcar. Você já experimentou?

Não experimentei, Silvana, mas vou fazer isso 😊! Muito obrigada por falar com a gente! E vocês, além do livro, também gostam de rabanete?

Agora, vamos lembrar de novo! Vocês podem conhecer o novo Rabanete, a Silvana e ganhar um autógrafo dela no sábado, às 16h, na livraria Nobel. Imperdível, hein?


Ah! O grande rabanete não foi o único clássico da Tatiana Belinky que ganhou nova edição: O caso do bolinho também, e foi ilustrado pela Bruna de Assis Brasil! Esse e todos os outros livros de que nós falamos aqui - da Tatiana Belinky e da Silvana Rando - estão disponíveis na biblioteca do colégio! Beleza?

Até a próxima, pessoal!

Livro: O grande rabanete

Autora: Tatiana Belinky

Ilustradora: Silvana Rando

Editora: Moderna

Páginas: 48

Ano: 2014

#TatianaBelinky #SilvanaRando #Ogranderabanete #evento #PrêmioJabuti