top of page
  • Foto do escritorGabriela Traversim

Amigos para sempre: oito livros que promovem a importância da amizade

“Adeus, amigo, mas não fique triste, pois é bom saber que a amizade existe”.

(Roald Dahl, A girafa, o pelicano e eu. p.79)



Amigos do peito, Cláudio Thebas com ilustrações de Eva Furnari.

Em uma seleção de poemas sobre a amizade, Cláudio Thebas apresenta ao leitor todos os acontecimentos na vida de um menino pequeno, inclusive as pessoas que estão envolvidas na vida dele. Desde o levantar da cama até a hora de dormir, o autor narra sobre os acontecimentos da infância. E a amizade é um tema bastante presente neste período da vida: a família, local dos primeiros amigos de uma vida, os amigos da escola e o início dos conflitos e das reconciliações. Os amigos da rua, do bairro e do clube. A vida de uma criança é permeada de amizades que ora passageiras, ora vitalícias, moldam as nossas experiências e transformam o dia a dia em gostosas lembranças da infância.


Com um tema extremamente atual, Nick Bland narra a história de uma galinha muito simpática e que adora fazer novas amizades. Pipoca, nossa personagem principal, descobre em meio ao feno do galinheiro uma máquina brilhante e barulhenta. Intrigada com o objeto desconhecido, a galinha começa a “fuçar” o treco e descobre amigos novos ali dentro. Papo vai e papo vem, a galinha passa horas do seu dia conversando com tal da “fabulosa máquina de amigos” e acaba esquecendo dos amigos da Fazenda Fricotico. Chega até a convidar esses tais “amigos” da “máquina” para uma festa na fazenda e esquece de convidar os amigos mais antigos. Mas como nem tudo que reluz é ouro, Pipoca se vê em uma enrascada tão grande, que apenas as verdadeiras amizades conseguem salvá-la desse problemão.

Nick Bland aborda, com muita sutileza, um assunto bastante problemático e preocupante nos dias atuais: as amizades virtuais. O livro, que é indicado para as crianças a partir de três anos, também passa uma mensagem muito importante para os adultos: o problema de confiar em tudo o que se vê na internet.


Stephen Michael King é um autor especialista em amizades. Dentre seus títulos sobre assunto, podemos citar além de Pedro e Tina, os livros “O caracol e a tartaruga são amigos” e “O caracol e a tartaruga em dias chuvosos”.

Pedro e Tina é um livro lindo sobre as diferenças e as semelhanças na amizade entre as pessoas. Pedro é um menino que tudo o que tenta fazer sai de forma diferente. Logo no começo do livro somos apresentados a ele, que ao tentar desenhar uma linha reta, ela sai toda torta. Quando ele conhece Tina, encontra uma menina que fazia tudo certo. Juntos eles descobrem que as qualidades de cada um completam o que falta no outro e é isso que torna a relação deles ainda mais especial.

A mensagem do livro é exatamente sobre isso: aprender a conviver com as diferenças do outro e entender que, em uma amizade (ou qualquer outro relacionamento da vida), o que nos falta pode ser algo que o outro tem e nos completa.


Há um ditado popular que diz assim: "para saber quantos amigos verdadeiros você tem, fique doente". Este clássico da literatura infantil norte-americana traduz, em uma narrativa muito envolvente e capitular, esse ditado popular. A Rã e o Sapo possuem uma amizade sólida, bastante feliz e desfrutam do melhor da convivência de ambos. Nadam no lago em um dia de calor, caminham pelo bosque e aproveitam as trocas de estação. Mas quando um momento difícil surge, a amizade dos dois não se abala. Uma história carismática, com muita diversão e curiosidade, nos convida para conhecer a amizade destes amigos através do olhar deles, com muita ternura e carinho.


Amigos, Helme Heine.

Neste livro de Helme Heine, conhecemos três amigos: o galo Juvenal, o rato Frederico e o porco Valdemar. Juvenal, por ser um galo e ser de sua natureza, era o responsável por acordar todos os animais do sítio em que viviam. Frederico e Valdemar, por mais que não tivessem essa responsabilidade, davam uma ajuda ao amigo para que, ao terminarem o trabalho, pudessem desfrutar das delícias do sítio e suas redondezas. Passeavam de bicicleta, se refrescavam na lagoa, brincavam de faz de conta nos destroços de um barco encontrado por lá e nenhum obstáculo os impedia de aproveitarem todas as experiências destas aventuras.

Com juras de amizade e com uma narrativa doce e delicada, Helme Heine nos apresenta uma amizade pura e infantil, muito característica da infância no sítio. Ao acompanharmos os três amigos em suas aventuras de criança, podemos nos lembrar de como é bom ter um amigo para compartilhar de experiências tão agradáveis.


Eu quero um amigo…, Anette Bley.

Este livro de Anette Bley expõe as principais características de uma amizade, tanto as boas quanto as ruins. Com pequenas frases e ilustrações bastante ricas que complementam a experiência, a autora apresenta as diversas situações em que a amizade nos beneficia ao longo da vida: um amigo que o distrai quando está aborrecido ou que o abrace se precisar de consolo. Um amigo que o apoie, que o encoraje, mas que também o perdoe e o corrija se necessário. Pois a amizade é assim: alguém com quem você possa contar em todos os momentos, bons ou ruins. Felizes ou tristes. Legais ou entediantes. E você que estar ao lado independente se está perto ou longe.


Os meninos da rua Paulo, Ferenc Molnár.

Os meninos da rua Paulo é um clássico da literatura mundial para jovens. O autor, Ferenc Molnár, foi um imigrante húngaro que traduziu em palavras as experiências de muitas pessoas durante a infância: as disputas entre dois grupos de crianças que vivem no mesmo bairro. A rivalidade entre os grupos e a disputa pelo terreno baldio (grund) presentes no livro são o pano de fundo para uma história muito mais complexa, que ressoa amizade e companheirismo entre os garotos. O teor heróico fica por conta do mais novinho do grupo, Nemecsek, que mesmo sendo um “mero soldado” ao longo de toda a narrativa, encarna e personifica a coragem e a inocência que só a infância proporciona aos seres humanos.

Este livro, apesar de ser indicado para jovens leitores, pode ser lido por qualquer idade: dos que ainda não conseguem ler sozinhos, até os mais adultos que já não lembram mais do que é ser criança, pois esta é uma história que não faz distinção de idade e sintetiza os sentimentos mais puros do que é uma amizade verdadeira.


Para encerrar esta seleção de livros sobre amizade, temos uma obra que é contemporânea e que vai agradar os leitores que gostam de cultura pop! Josie e Delia são duas garotas que estão no último ano do Ensino Médio e às sextas-feiras, se transformam em Rayne e Delilah na TV local, apresentando um programa de terror em conjunto. Mas a iminência da separação das duas se aproxima com a chegada da universidade. Josie tem o sonho de estudar longe, mas isso significa abrir mão da proximidade com a sua amiga. Já Delia, espera pelo retorno do pai com quem não tem contato há anos.

Com muita sensibilidade, o autor aborda temas bastante delicados que estão presentes na vida dos jovens, mas sem deixar que a história se torne densa e melodramática. Ao longo do livro, vamos descobrindo mais sobre a vida das duas meninas e nos descobrindo enquanto pessoas.


E você. Que tipo de amigo você é?



106 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page