• Paula Lima

Aventuras muito improváveis de uma garota pirata: Mabel Jones



Mabel Jones é raptada numa noite estranhamente silenciosa e levada para o navio pirata mais esquisito de que se tem notícia: o Verme Selvagem, cuja tripulação é ainda mais esquisita. Vamos conhecer seus integrantes: Trambique é um bode que fuma cachimbo e o imediato do navio; Toni Torresmo é um leitão jovem e querido; o sr. Gluteus é um orangotango fortão de poucas palavras; o Velho Açougueiro é um crocodilo de água salgada que faz os “procedimentos cirúrgicos” do navio; e Silencius Abominus é um lóris que sequestra crianças. Para finalizar, temos o capitão Idryss Ebenezer Split, um lobo cruel e detestável.

De pijama, a pobre Mabel se vê sem saída no meio desses animais piratas. Isso porque ela executou O ATO que obriga crianças a prestar serviços para o capitão Split a bordo do Verme Selvagem para sempre. COMO ASSIM? Você não sabe de que ATO estamos falando? Você nunca esteve a bordo de um navio pirata? Se não esteve, vai ter que ler para descobrir qual é o ato nojento e execrável que condenou Mabel a passar o resto da vida trabalhando no navio. Porém, há ainda outro detalhe que só vai piorar a situação da nossa heroína:


Pois é, depois de perceber que a criança sequestrada dessa vez era uma menina e, portanto, inútil para um navio pirata (COMO ASSIM???), o lobo mau do capitão decide que ela deve andar no Pau de Sebo da Morte Certeira! Sabem o que acontece com quem é obrigado a fazer isso? Bom…


Porém, a tripulação descobre que Mabel Jones sabe ler e escrever e, finalmente, o capitão Split percebe que ela pode ser muito útil para a pirataria! É desse jeito que Mabel Jones consegue escapar da Morte Certeira! Quer dizer, por enquanto… Agora que foi incorporada à tripulação e se torna uma pirata, Mabel ganha um sabre e um cinto para usar por cima do pijama e vai viver peripécias loucas, divertidas e perigosas!


Em As improváveis aventuras de Mabel Jones, além desses personagens de que já falamos, há outro elemento muito engraçado, muito intrometido, contraditório e dramático que vocês vão reconhecer já na primeira página: o narrador! Ele conversa o tempo todo com o leitor e com os personagens e vai desenrolando a história de um jeito bem espalhafatoso. Se em alguns livros você nem percebe que há uma voz conduzindo a narrativa e os acontecimentos parecem se passar por conta própria, o narrador da Mabel faz questão de mostrar que está sempre ali, bem presente no meio da história.


Outra coisa que ajuda a construir o ritmo desta aventura é a tipografia, ou seja, o estilo das letras, dos números e dos sinais usados no texto. Dá para ter uma ideia com o trechinho do livro que aparece ali em cima, olha lá! A fonte AUMENTA, diminui, fica mais fina, mais grossa, mais juntinha, mais s e p a r a d a, vira caligrafada, tudo para intensificar os momentos de suspense, reviravolta e humor da história. E aí, teve algum outro livro que você já leu que também era assim? Conta pra gente!

Bom, por hoje é só, pessoal! Aqui tem um trechinho disponível para quem quiser começar a ler! Corram pra conhecer esse bando de piratas!

Livro: As improváveis aventuras de Mabel Jones

Autor: Will Mabbitt

Ilustrações: Ross Collins

Editora: Companhia das Letrinhas

Páginas: 304

Ano: 2016

#MabelJones #WillMabbitt #RossCollins #piratas #narrador