• Gabriela Traversim

Os melhores livros de BRUXAS!

O simbolismo da Bruxa é bastante presente no imaginário popular: desde a bruxa nariguda com gargalhada estridente até a bruxinha que faz mágicas apenas torcendo o nariz. São constantemente associadas ao ocultismo e a maldade, mas nos últimos anos, muitos produtos da cultura rompem com esse paradigma trazendo a bruxa em diferentes versões, como crianças e adolescentes que estão envolvidas com o bem e com a perpetuação da magia boa. O importante disso tudo é levar em consideração que este é um ser do imaginário popular e que essas reproduções são maneiras de manter vivo um personagem que existe há séculos na imaginação humana.


Ainda em clima de Dia das Bruxas, selecionamos os melhores livros em que as Bruxas são as protagonistas. Tem para todos os gostos, medos e idades. Esta seleção de livros está disponível na biblioteca, caso os leitores queiram se aventurar por leituras de arrepiar!



A bruxa Zelda e os 80 docinhos, Eva Furnari

Que a Eva Furnari é fã de bruxas, a gente já sabe. Mas este livro dela, é um dos melhores (aguardem que no final tem mais)! A Bruxa Zelda vive em uma cidade um tanto quanto pacata, Piririca da Serra, mas ela mesma não curte a calmaria do lugar. Infelizmente, é nas mãos dela que um experimento do professor Bóris vai parar e ele e seu ajudante precisam correr contra o tempo, antes que a malvadona tenha chances de colocar seu plano em ação. Tudo isso pra chacoalhar as energias da cidadezinha!



As bruxas, Roald Dahl.

Um clássico da literatura infantil internacional, em as Bruxas, um garotinho e sua avó descobrem que uma convenção de bruxas está acontecendo no mesmo hotel em que estão hospedados. Parece até piada que as bruxas se reúnem anualmente para discutir seus planos de dominação das crianças, mas o pequeno presencia o show de horrores bruxesco e precisa contar com seus conhecimentos anti-bruxisticos para se safar são e salvo dessa enrascada.

Não se engane, caro leitor, as bruxas não são seres horríveis como os filmes e os livros dizem. Elas se disfarçam de senhoras bondosas na intenção de capturar as crianças! Fique sempre alerta aos sinais de uma bruxa e na dúvida, consulte o livro escrito por Roald Dahl para mais informações.



Entregas Expressas da Kiki, Eiko Kadono.

Nessa história vinda diretamente do Japão, a bruxinha Kiki parte em busca de sua independência, depois de sair da casa dos seus pais. A menina, junto de seu gatinho preto Jiji e sua vassoura mágica, decide realizar entregas expressas para os humanos. Isso mesmo, um delivery mágico! Mas quem disse que seria fácil? Mesmo com mágica e conhecimentos de bruxaria, a menina se mete em confusões e rebuliços.

Com a ajuda da senhora Osono, dona de uma padaria em uma cidade à beira-mar, Kiki e Jiji descobrem que amadurecer nem sempre é fácil, mas a magia do aprendizado e da independência são recompensas satisfatórias, até mesmo para uma bruxa!

Esta história foi adaptada para as telonas em 1989, em um filme de animação pelo Studio Ghibli, com direção de Hayo Miyazaki.




Creuza em crise: quatro histórias de uma bruxa atrapalhada, Silvana Tavano.

Como é que uma bruxa consegue se adaptar a novas realidades? Com feitiços! É claro. Essa história de Silvana Tavano conta as peripécias de Creuza, uma bruxa das antigas que está enfrentando dificuldades em se adaptar aos novos tempos. Ela precisa viajar de avião: e o medo bate forte na bruxa! Apesar de estar acostumada com a vassoura, um avião parece ser bem mais amedrontador. Quem diria, uma bruxa com medo de voar?

No livro todo, acompanhamos os temores de Creuza. Quando é que essa crise vai acabar?



Princesas, bruxas e uma sardinha na brasa: contos de fadas para pensar sobre o papel da mulher, Helena Gomes e Geni Souza.

Para os leitores que gostam mais de refletir e se debruçar sobre as leituras, o título organizado por Helena Gomes e Geni Souza é uma ótima opção! Este segundo volume, de uma trilogia, aborda as principais personagens femininas dos contos de fadas, e a bruxa, sendo um dos mais enigmáticos destes personagens, é um dos espectros deste livro. Será a bruxa sempre a vilã? Ou talvez não compreendemos o papel deste personagem no meio literário? O arquétipo da bruxa está ligado a muitas discussões filosóficas, éticas, históricas e literárias, e a premissa deste livro é justamente discuti-las.


O Aprendiz de Feiticeiro, J.W. Goethe.


Nem só de bruxas vivem os universos literários. Bruxos também estão presentes e são muito bem-vindos! Inclusive, uma das maiores histórias de bruxaria da literatura ocidental, tem um menino como protagonista: Harry Potter!

Em “O Aprendiz de Feiticeiro" temos um poema de Goethe, em que o feiticeiro aprendiz está sozinho e seu mestre decidiu se ausentar por um tempo. Mas o menino, muito curioso, decide mexer no livro do mestre e talvez algumas coisas deem um tantinho errado. Será que a confusão vai ser grande? Como reverter feitiços que ele nem sabe como os fez? Esta história também foi adaptada para o cinema, em 2010 em um filme estrelado por Nicolas Cage, mas há muitos anos antes, inspirou o filme “Fantasia” (1940), da Walt Disney, em que o Mickey se torna o feiticeiro aprendiz.

Esta edição bilíngue apresenta o poema em português e no idioma original, em alemão; além disso, é belamente ilustrada por Nelson Cruz!


Trudi e Kiki, Eva Furnari.


A trama do livro Trudi e Kiki, de Eva Furnari é bastante simples, mas é muito boa! Trudi é uma bruxinha, já Kiki não. As duas meninas não se conhecem e por um acaso se encontram e, por alguma traquinagem mágica, as meninas trocam de casa, de família e de vida! Kiki passa a viver a vida de Trudi, e Trudi, a de Kiki. O que será que pode sair disso?

Com o melhor do humor de Eva Furnari, vamos encontrando semelhanças e dissabores entre as meninas. Uma comédia dos erros muito engraçadinha e que no final, acaba bem.

gif

E para vocês, qual é o melhor livro de bruxa?! Escreva nos comentários e indique suas literaturas (horripilantes) favoritas.


155 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo