• Ana Carolina Alecrim Benzoni

6 vezes Lucas, um livro que todos os pais e mães deveriam ler.

Autoria de Ana Carolina Alecrim Benzoni, professora de gramática e redação do Ensino Médio, formada em Letras, pela Universidade de São Paulo, USP e especialista em Teoria e Crítica Literária pela PUC-SP.



A autora, Lygia Bojunga já teve seu livros premiados em 1973 com o prêmio Jabuti, em 1982 com o prêmio Hans Christian Andersen e em 2004 com o Memorial Astrid Lindgren.



Meu primeiro contato com o livro “6 vezes Lucas”, de Lygia Bojunga, foi durante a graduação. Transitava, então, entre a juventude e a vida adulta, com maturidade demais para ler o livro com os olhos da criança que um dia fui e sem a maturidade necessária para ler o livro com os olhos da mãe que me tornaria. Mesmo neste limbo-transicional, entremeada por minhas experiências e pelo olhar da crítica literária que se formava, o pequeno Lucas me tocou de uma forma tão peculiar que passou a ser um companheiro de cabeceira.


Para alguns especialistas, como Nelly Novaes Coelho, a única literatura efetivamente universal é a Literatura infanto-juvenil: isso porque ela é a única capaz de transitar do universo lúdico da criança ao universo complexo do adulto e humanizar cada um deles, na medida em que precisam. Assim, uma obra literária feita para crianças ou jovens pode, e muitas vezes consegue, tocar e transformar o universo de um adulto.


6 vezes Lucas é uma dessas obras. Nela, Lygia nos apresenta Lucas em seis momentos de conflito: Lucas e A cara - Lucas e o cachorro - Lucas e a Leonor – Lucas e o Terraço – Lucas e a coisa – Lucas, e agora? A mágica da literatura é brincar com as palavras, fazê-las dançar pelo papel e tocar algo dentro de nós – alma – cabeça – coração – de modo a nos transformar sem que precisemos enfrentar de fato tudo aquilo que o protagonista enfrenta. Nesse aspecto, como escritora experiente que é, com a sensibilidade ímpar que somente os artistas são capazes de ter, Lygia opera uma transmutação alquímica ao nos pegar pela mão – assim como fazemos com nossos filhos - e fundir nosso olhar de adulto ao da criança Lucas.


É aos olhos DELE, com os pequenos passos DELE, e de mãos dadas com ELE que enfrentamos todos os dilemas que uma criança enfrenta no seu pequeno universo enquanto nós, adultos e pais, estamos imersos demais em nosso grande universo para compreendermos que ali, do nosso lado, há uma criança que vê e sente tudo de outra forma, mas não com menos complexidade.


Característica muito própria de Lygia Bojunga, o trabalho com a linguagem e criação das palavras como “a cor-que-tinha-roubado-a-cor” nos permite compreender como a inocência infantil vê as nuances da vida adulta com as quais se depara. Assim, somos confrontados ao medo, ao primeiro amor, ao primeiro amigo, à primeira perda e, embora sejamos ali o Lucas que pouco entende tudo o que vê, somos também o adulto que sabe exatamente o outro lado daquela história muitas vezes protagonizada por nós na vida real.


Li e reli este livro em muitos momentos da minha vida: a jovem universitária cheia de sonhos; a jovem professora em busca de um bom livro para seus alunos; a mãe de primeira viagem, assustada com o caminho que se iniciava; a mãe de segunda viagem, paralisada pelo tamanho da jornada que se revelava a sua frente. Em todas elas senti vontade de colocar o pequeno Lucas no colo, de lhe pedir desculpas, de lhe fazer um carinho e acalmar sua alma, de dançar com ele em seu terraço tão ternamente enfeitado. Em todas elas também acolhi a minha criança que, apesar de não ter vivido os mesmos desafios do Lucas, passou por ritos de passagem semelhantes.


6 vezes Lucas é uma oportunidade singular de nos colocarmos no lugar das crianças com as quais convivemos, de compreendermos seus dilemas. É também uma oportunidade de nossas crianças enxergarem a si em Lucas, e “catarsear” aquilo que tanto as desafia.


Obs: Recomendo este livro para crianças a partir de 11 anos e adultos.

Alguns títulos da autora que estão disponíveis na biblioteca da escola.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Referências:

Bojunga, L – 6 vezes Lucas. Rio de Janeiro: Casa Lygia Bojunga, 2014.

Coelho, L. N “Literatura Infantil. Teoria, Análise, Didática”. São Paulo: Moderna, 7ª edição.