• Gabriela Traversim

É porque nós temos professores...


Ilustração do livro É porque eu tenho um professor, de Kobi Yamada, Editora Bamboozinho.


No dia 15 de Outubro de 1827, o então Imperador do Brasil, Dom Pedro I, baixou um decreto que “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava basicamente da descentralização do ensino, do salário dos professores, das matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até sobre como os professores deveriam ser contratados.” (VOCÊ sabe a origem..., 2011)


Bom, acontece que muitos anos mais tarde, um professor chamado Samuel Becker, decidiu utilizar a data como forma de homenagem aos professores, isso lá em meados de 1947. Alunos e professores reuniram-se nesta data para levantar pautas sobre a educação, mas também para confraternizar. Assim, essa tradição de homenagem foi-se entremeando em nossa cultura popular e hoje o dia 15 é um dia que nenhum cidadão brasileiro esquece: o dia do professor.


Apesar de comemorarmos neste dia em questão, o trabalho deste profissional tão importante, o professor tem papel fundamental na vida de todos e deve ser lembrado constantemente. Afinal, de que seriam os médicos, advogados, engenheiros ou pesquisadores, se não houvesse ao menos, um professor? Contudo, hoje, irei indicar alguns livros que abordam essa profissão incrível, diretamente ou não, e deixar a minha singela homenagem a todos os professores e professoras que passaram pela minha, pela sua e por nossas vidas.



  • Uma professora Muito Maluquinha, Ziraldo.

Este livro, escrito e ilustrado por Ziraldo é muito querido por toda uma geração; a professora, maluquinha que só ela, é apresentada ao leitor sob a perspectiva dos alunos, apaixonados pela moça e por suas ideias tão diferentes das usuais. Os alunos não nos dizem o nome da professora, mas a marca que ela deixa neles e em que lê este livro, é tão profunda, que deixa qualquer um com vontade de voltar aos tempos de escola, para a aula daquela professora ou daquele professor mais querido e amado.


  • É Porque eu tenho um professor, Kobi Yamada.

Em quem você pensa quando lembra do seu professor favorito? Este livro, traduz todos os sentimentos dos alunos para com seus educadores, de uma forma singela, delicada e verdadeira. As ilustrações são um show à parte, pois dão um toque encantador aos ensinamentos valiosos que o professor transmite para seu aluno.


  • Educador, Educa a dor, Madalena Freire.

Madalena, filha de Paulo Freire escreve neste livro seu relato mais significativo sobre a profissão educador. Filha de professores, Madalena experienciou com seu pai, e posteriormente com outros professores e professoras que passaram em sua vida, o que é ser professor. O que você, leitor, acha que é ser professor? Madalena narra sua trajetória na educação e contempla neste exemplar, “seu processo permanente pela beleza do conhecimento na busca da transformação, mudança viva em vida. Na orelha do livro, Lourdes Atié, que ajudou na organização do livro, diz assim: “ Neste livro, os leitores, vão encontrar, de forma sintetizada, como se tornar um educador, com suas ‘dores e delícias de ser o que é.’


  • Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.k. Rowling. Editora Rocco, 1997.

Não podemos deixar de falar de Harry Potter neste dia dos professores, não é mesmo? Me diz, quais professores de Hogwarts você queria que te dessem aula? Dumbledore, Minerva McGonagall, Slughorn, R.J. Lupin (o melhor professor de defesa contra artes das trevas, na minha opinião), Hagrid ou o nosso queridíssimo Severo Snape, que protegeu o Harry por todos estes anos? Todos são bruxos incríveis e professores admiráveis que souberam guiar o Harry quando ele mais precisou!


  • O Diário dos Escritores da Liberdade: Como Uma Professora e 150 Adolescentes Usaram a Escrita para Mudar a Si Mesmos e o Mundo Ao Seu Redor, Erin Grunwell.

Em algum momento da vida, achamos que somos pequenos demais para conseguir mudar algo, principalmente quando queremos mudar para algo melhor. Com certeza a professora Erin Gruwell teve esses pensamentos, mas ela não se deixou abalar e conseguiu transformar a realidade de seus alunos, doando-se integralmente para a educação deles. Já falamos sobre seu projeto de escrita aqui no blog, neste post, mas vale a pena conferir o livro (e o filme), pois ela é uma professora inspiradora e sua ação, através da escrita, revolucionou toda uma geração de alunos.


Conheci este livro através da indicação de professores, e este conta a forma como o professor de Francês, François Bégaudeau lida com sua turma em uma escola de periferia de Paris. São muitas visões diferentes e que muitas vezes são conflitantes, mas o mais interessante é poder entender tudo isso sob a perspectiva dos protagonistas da escola: os professores e os alunos. Como é a realidade do professor em sala de aula? Você já se questionou sobre isso? De fora, temos uma perspectiva que nem sempre é a realidade e este livro traz isso à tona. Este livro foi adaptado para o cinema, em 2008.


Bom, eu poderia ficar aqui por horas e horas a fio escrevendo sobre professores, pois sou suspeita: de uma família de professores, não escapei e acabei seguindo o mesmo caminho… Admiro muito esta profissão, tão antiga e necessária, e que merece ser valorizada, no dia 15, mas também nos outros 364 dias do ano.

Para encerrar, deixo uma contribuição da autora Ana Maria Machado, retirada do livro “Caro Professor”, da editora Global:


“[...] Mas há ainda outro aspecto, igualmente considerável e com certeza uma das coisas mais bonitas do magistério: o sentido que a profissão tem. Eu trabalhava muito e ganhava pouco, como todo professor. Mas me sentia parte de um processo fundamental na história da humanidade: construir pontes, ajudar crianças e jovens a descobrir as belezas do mundo e enfrentar as dificuldades da vida, enquanto transmitia o conhecimento e o saber de um tempo passado para algum ponto do futuro” (MACHADO, 2017, p. 64).

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Referências:


FREIRE, Madalena. Educador, Educa a dor. 6. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra,2017.


MACHADO, Ana Maria. Caro Professor, São Paulo: Global Editora, 2017.


VOCÊ sabe a origem do dia do professor? Conheça a história por trás do 15 de Outubro. Governo do Estado de São Paulo: Secretaria da Educação, 14 out. de 2011. Disponível em: https://www.educacao.sp.gov.br/noticias/voce-sabe-a-origem-do-dia-do-professor-conheca-a-historia-por-tras-do-15-de-outubro/#:~:text=Dia%2015%20de%20outubro%20comemora,Professor%2C%20em%20todo%20o%20Brasil.&text=nesta%20data%20espec%C3%ADfica%3F-,A%20resposta%20vem%20do%20Brasil%20Imperial.,o%20Ensino%20Elementar%20no%20Brasil. Acesso em 14 de out. de 2020.