• Ana Cristina Henrique Rodrigues e Maria Vitória Pace

Sociedade de debates: exercício de cidadania

As alunas Ana Cristina Henrique Rodrigues e Maria Vitoria Pace, ambas da 3ª série do Ensino Médio, assinam o Blog Uirapuru dessa semana. E o relato delas é do tipo que vai encher toda a nossa comunidade de orgulho. Duas equipes do Colégio, dentre as 24 participantes, chegaram até as quartas de final do USP Schools 2021, torneio organizado pela USP Debates para promover o debate competitivo entre jovens do EM, conquistando, assim, a premiação de Melhor Escola para o Uirapuru. No blog, as vencedoras Maria Vitoria Pace, 5ª melhor debatedora da competição, e Ana Cristina Henrique Rodrigues, 13ª melhor colocada, contam um pouco da experiência.


Brasil e o mundo passam por um momento de extrema polarização e falta de diálogo, em que a pluralidade de ideias vem sendo ceifada cada vez mais, prevalecendo a exposição violenta e autoritária de opiniões. Diante disso, nós, como jovens, queremos romper com esse padrão de desarmonia, exercitando uma comunicação pautada no respeito e na construção lógica de argumentos. Para tanto, nós tivemos a oportunidade de participar de um torneio de Debates que estimulou nossa habilidade de ouvir, raciocinar e argumentar.


O USP Schools é um torneio organizado pela USP Debates para promover o debate competitivo entre jovens do Ensino Médio. A edição de 2021, ocorreu de 3 a 6 de junho, virtualmente, e contou com 8 rodadas abordando temas políticos, filosóficos, econômicos, históricos e sociais. Esse modelo de competição é visto por nós como um esporte fomentador da ética e da resiliência, mas também um espaço de muito aprendizado, pesquisa e prática de habilidades comunicativas. Sendo assim, um ambiente frutífero para o desenvolvimento de competências essenciais para nossa formação acadêmica e cidadã, como por exemplo: raciocínio lógico, retórica, trabalho em equipe e senso crítico.


Durante o evento, tivemos a oportunidade de estar entre 24 equipes de todo o Brasil, podendo trocar experiências e fazer amizades com pessoas de todos os cantos do país, do Nordeste ao Rio Grande do Sul. Ademais, aprofundamos nossos conhecimentos acerca dos assuntos discutidos nas moções, como: parlamentarismo, políticas econômicas, intolerância religiosa, conflitos entre Israel e Palestina, o legado de Vargas e outros temas de profunda relevância.


A fim de enriquecer a experiência, fomos julgados por um seleto grupo de adjudicadores consagrados em torneios nacionais e internacionais. Ao fim de cada debate, os juízes nos deram muitos "feedbacks" e fizeram críticas construtivas, com objetivo de aprimorar nossa argumentação e nos formar como futuros debatedores. Assim, evoluímos muito ao longo do torneio e sentimos uma sede de perpetuar a nossa jornada no debate competitivo.


Recém constituída, nesse ano de 2021, a Sociedade de Debates do Colégio Uirapuru, tem encontros às quintas-feiras, das 15h30 às 16h45, no prédio 2 ou via meet. Atualmente, conta com 12 alunos da 3ª série, e tem 8 vagas abertas para estudantes de qualquer série do EM, para início no 2º semestre. Inspirada na abordagem britânica de estabelecer sociedades para a prática de determinados esportes ou habilidades, como oratória, debates, canto etc, a SD do Colégio é uma união livre, espontânea, em que todos os membros se comprometem em dar o melhor de si e aprender juntos. A prática de debates competitivos, baseada no modelo parlamentar britânico, é muito comum na Europa e nos EUA, super valorizada como requisito para ingresso das universidades fora do Brasil, mas ainda uma modalidade bem nova na América Latina, nos conta o professor de História Eduardo Ruiz, que tem mestrado e doutorado na disciplina e é o idealizador da Sociedade de Debates do Uirapuru, mais uma grande inovação pedagógica do nosso Colégio.

Por fim, mas não menos importante, o apoio do corpo docente do Colégio foi essencial, valendo destaque aos professores Gustavo Marichal - de Geografia - e Eduardo Ruz - de História e idealizador da Sociedade de Debates. Embora o torneio tenha acontecido durante o feriado, eles forneceram apoio técnico e moral, com materiais de pesquisa para nossa preparação e transmitiram sua enorme sabedoria para auxiliar as duas equipes do Colégio em nossa primeira competição.

Adiante trazemos dois relatos sobre nossas experiências individuais e em equipes diferentes.


Maria Vitoria Pace - melhor debatedora do torneio


"Na 1° série, tive a oportunidade de participar da eletiva de "Oratória e Debate" ministrada pelo professor Eduardo Ruz, desde a primeira aula me apaixonei pela dinâmica, a adrenalina e a estrutura do debate competitivo. Após dois anos, passei a integrar a turma vanguardista da "Sociedade de Debates" do Colégio, o que vem me permitindo evoluir muito como debatedora e ser humano. Ao passo que estudamos os mais diversos temas, desenvolvemos habilidades como retórica e, principalmente, exercitamos o respeito pelas divergências de opiniões.

Participar da competição da USP foi exaustivo, porém engrandecedor. Vivenciar 4 dias muito intensos e repletos de debates me fizeram amadurecer muito, afinal, aprendi na prática a lidar com as tensões, o julgamento e com muito trabalho em equipe. Além disso, pude ter ainda mais certeza acerca do que quero para o futuro: poder levar a cultura do debate para mais pessoas pelo Brasil e continuar debatendo dentro da universidade.

Incentivo, fortemente, que os alunos do colégio entrem na Sociedade de Debates, pois hoje eu enxergo essa modalidade de competição como um esporte que me traz muita satisfação, resiliência e, é claro, conhecimento."


Ana Cristina Rodrigues Henrique - 13ª melhor debatedora do torneio


"Participar do torneio de debates foi uma experiência enriquecedora, na qual pude pesquisar sobre diversos assuntos e trabalhar em equipe, fortalecendo a argumentação e a capacidade de ouvir e compreender diferentes pontos de vista. Entrei para a Sociedade de Debates do Colégio apenas no 3º ano, mas o professor Eduardo e meus colegas compartilharam o que já tinham aprendido, acolhendo-me de forma cativante. Passar o feriado no torneio foi uma chance de fortalecer os laços entre as equipes, porque estudamos juntos e conversamos sobre os diferentes assuntos propostos, depois.

Ademais, notei uma ajuda mútua entre os conteúdos aprendidos na escola e os argumentos formalizados nos debates, um somou muito ao outro; mostrando que, apesar de parecer exaustivo, cada segundo do torneio valeu muito a pena para nosso crescimento pessoal. Essa experiência ajudou-me a desenvolver as habilidades argumentativas e deixou-me ainda mais motivada a continuar participando de debates pela oportunidade respeitosa de pesquisar, ouvir, anotar e argumentar."


As duas equipes do Colégio chegaram às quartas de final, conquistando, assim, a premiação de Melhor Escola para o Colégio Uirapuru. Diante de tudo que foi relatado aqui, percebemos a importância de perpetuar e fortalecer a cultura da Sociedade de Debates dentro da nossa escola. Reconhecemos o potencial enriquecedor que a experiência do debate competitivo pode trazer ao Colégio, assim como somou à nossa formação no âmbito escolar e cidadão.



Sociedade de Debates Uirapuru 2021 - Turma Vanguardista



Colégio Uirapuru homenageado pela USP Schools por ter sido a escola com mais equipes classificadas às quartas de final



Imagem divulgada no Instagram do torneio @usp.schools para divulgar as equipes classificadas para as quartas de final. Aqui, podemos ver os participantes das duas equipes do Colégio Uirapuru.







298 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo