• Paula Lima

Volta às aulas com muito carinho


A volta às aulas já está quase aí e nós sabemos que esse momento pode trazer uma mistura de sentimentos para as crianças e as famílias.


Afinal, é hora de retomar horários e reorganizar rotinas que estavam mais flexíveis nas férias, além de encarar a inevitável separação que vai acontecer por algumas horas.


Para as crianças, também é tempo de rever pessoas queridas, criar novos vínculos, conhecer um pouco mais sobre si mesmas e sobre o lugar incrível que é o mundo. Para ajudar no acolhimento de quem volta e a resignificar esse momento, o Blog do Uirapuru traz algumas dicas práticas e de leitura para as nossas famílias. Vem com a gente!



1) Uma volta às aulas tranquila para a criança começa com a família. A Orientadora Educacional da Educação Infantil do Colégio, Michele Leite, explicou pra gente que o processo se dá de maneira mais confortável quando a família se sente segura e confiante para trazer e deixar a criança. Então, vale reservar um tempinho para refletir sobre como você está se sentindo em relação a esse momento. Vale conversar com alguém bacana para dividir as inseguranças. Vale ler conteúdo de qualidade: aqui, aqui e aqui, por exemplo. Enfim, vale cuidar de você para poder cuidar dos seus pequenos!


2) Ainda antes das aulas começarem, peça a ajuda da criança para organizar o material escolar, assim ela vai entrar em contato com as coisas e imaginar o uso de pincéis, cadernos, canetas, tintas, livros etc! Também é uma boa chance para conversar com ela e compartilhar dúvidas, anseios e experiências.


3) Esta dica é para o primeiro dia, na hora da entrada, no portão mesmo: vale chegar de mãos dadas com a criança e não com ela no colo. Assim ela mesma já caminha para dar a mão a quem vier recebê-la e a separação física fica mais fluida.


4) Também para facilitar a transição, Michele aconselha que, se for preciso, a criança traga de casa um objeto de apego para ficar com ela nos primeiros dias: um bicho de pelúcia, um brinquedo, um livro, uma naninha. Depois de alguns dias, é feita uma transição de volta, para que, quando a criança estiver mais confiante, o objeto passe a ficar em casa novamente.


5) Outra conversa legal que dá para ter com a criança é explicar que você conhece os adultos da escola e que eles têm o seu contato. Se precisar de qualquer coisa, eles vão te ligar!


6) Por último, mas não menos importante: SEMPRE se despeça da criança, mesmo que ela chore. Fale que você vai trabalhar ou vai para casa, mas que volta para buscá-la. Essa atitude simples dá segurança: assim, ela não vai achar que você desapareceu e que ela foi abandonada.


Lembre também que é importante validar e reconhecer os sentimentos da criança - o momento é delicado e sensível para ela, que tem menos recursos para lidar com as próprias emoções. É por isso que tantas vezes elas explodem e choram, gritam ou se jogam no chão. As emoções, na infância, são sentidas fisicamente mesmo. Então, permita que ela expresse suas emoções e mostre que você está com ela, presente para ela (o que não significa fazer o que ela quer, mas deixar claro que você entende que ela está passando por uma situação turbulenta).

E para finalizar, temos aqui no Colégio alguns livros que podem render boas conversas com as crianças sobre escola, mudanças e os sentimentos envolvidos aí!


Desejamos o melhor e mais afetuoso retorno para vocês <3


*Vale sempre lembrar que a família é o grupo que mais conhece a criança e a experiência leitora dela. Então, antes de ler com a sua criança, leia você mesmo para se certificar de que ela está pronta para essa experiência.


É porque eu tenho um professor!

De Kobi Yamada, Editora Bamboozinho


Este pequeno livro é uma homenagem emocionante e sensível aos professores e ao mundo de carinho e possibilidades que eles podem abrir para as crianças. É para reler sempre e é um abraço acolhedor para começar bem mais um ano de convivências na escola!


Esconde-esconde na escola

De Claudia Bielinsky, Editora Companhia das Letrinhas


Neste livro, o cachorrinho Neném está na escola e procura um lugar para se esconder! A cantina, a biblioteca, a sala de aula... Com versos, rimas e abas que fazem a festa do pequeno leitor, é um bom jeito de "visitar" a escola com diversão e descontração, e as crianças vão adorar acompanhar o Neném nessa descoberta!


O monstro das cores

De Anna Llenas, Editora Aletria


O simpático monstrinho sempre embola todos os seus sentimentos e fica sem saber o que fazer. Então, uma menina o ajuda a separar as emoções em potes de cores diferentes, e o monstro aprende a reconhecer cada uma delas e a guardá-las nos seus respectivos lugares. É lindo, divertido e um bom jeito de conversar sobre como lidar com os sentimentos.


Tudo muda

De Anthony Browne, Editora Pequena Zahar


O premiado autor britânico Anthony Browne apresenta o pequeno Gregório, que vai passar por uma grande mudança em sua vida. Sem saber exatamente o que é, o menino começa a perceber que várias coisas do seu cotidiano mudam dos jeitos mais inusitados. As ilustrações marcantes de Browne constroem uma perspectiva fabulosa para o olhar da criança - além de trazerem referências a artistas como Van Gogh e Magritte. Também pode ser lido várias vezes porque sempre vai revelar algo de novo, mas é bem especial para momentos de grandes mudanças!



#voltaàsaulas #escola #adaptação #acolhimento #infância