• Gabi Traversim e Day Marchini

Destinos Literários: próxima parada, férias!

As férias de final de ano são dias desejados por todos nós: aquela viagem que aguardamos o ano todo, o merecido descanso ou a possibilidade de ler o livro (ou livros) que namoramos há meses... Por isso que Gabi Traversim e Day Marchini, fizeram uma seleção de destinos literários para você, leitor, viajar nestas férias. Livros que estão disponíveis na biblioteca e curados por elas! Seja para Nova York em uma trilogia arrebatadora de histórias policiais, para o Caribe em uma busca implacável ou ainda em aventuras de pequenas meninas desbravadoras, alguns livros nos levam para lugares mágicos! Alguns fictícios, outros não. Mas o importante é viajar na linguagem e aproveitar cada segundo dessa experiência literária. Todos a bordo?


O ano está terminando e nada melhor do que boas férias para renovar as energias físicas e mentais, não é mesmo? Descansar, aproveitar as paisagens e curtir os encontros com familiares e amigos, alguns represados pela pandemia por muito tempo, são ótimas pedidas para este fim de ano. Para alguns, esse é também o momento de colocar as leituras em dia. Pensando nisso, fizemos uma seleção de viagens literárias para todos os gostos e idades, para os que gostam de mergulhar em uma aventura e os que preferem relaxar lendo um livro tranquilo. Para embarcar nesta jornada, só passar as páginas…



  • Coleção Viagens da Bia:

A pequena Bia é uma desbravadora e adora conhecer o mundo. Nesta coleção, ela viaja pelos continentes em busca de aventuras e com sede de conhecimento. Bia conhece a África, América, Ásia e Europa e os leitores podem conhecer estes continentes por meio das ilustrações e imagens dos livros escritos por Ricardo Dreguer. A mãe de Bia é diplomata e, por isso, a menina a acompanha a diversos lugares do mundo, conhecendo os principais monumentos, lugares históricos e geográficos, além de conhecer culturas diferentes da nossa.



  • Coleção Diário de Pilar:

Outra garotinha que ama viajar é a Pilar! Escrito por Flávia Lins e Silva, a mesma autora de “Os detetives do prédio azul”, os diários de Pilar narram as aventuras da menina, seu amigo Breno e o fiel escudeiro Samba, um gatinho que os acompanha para lá e para cá. O primeiro livro da coleção é Pilar na Grécia, depois ela passa pela Amazônia, Egito, Machu Picchu, África, China e, mais recentemente, pela Índia. Em 2020, a Pilar ganhou vida na TV, pelo canal NatGeo Kids, com direção de Humberto Avelar e Bruno Bask. Que tal viajar com ela?



  • Viagem às Terras de Portugal:

Este livro conta a história do país de nossos colonizadores; sua cultura, tradições e histórias narradas em belíssimos versos e com ilustrações coloridas e vibrantes. Para aqueles que gostam das semelhanças entre Brasil e Portugal, este livro é um deleite! A graça da obra fica por conta do livro ser escrito por um brasileiro (e mineiro), José Santos e ilustrado por um português, Afonso Cruz.



  • Viagem pelo Brasil em 52 histórias:

Mitos e Lendas fazem parte do nosso imaginário popular há muito tempo e todo mundo conhece uma ou outra história para contar, mas imagine só, viajar pelo país ao longo dessas histórias? Ao mesmo tempo em que descobrimos textos e narrativas incríveis, que contam histórias ficcionais, nos deparamos com informações históricas e geográficas que complementam o enredo. Esta é a premissa do livro Viagem pelo Brasil em 52 histórias, selecionadas e organizadas por Silvana Salerno e ilustradas por Cárcamo e Sirio Cançado.

Segundo o Grupo Companhia das Letras, editora responsável pela publicação da obra, “o número 52 foi escolhido para que o leitor tenha uma história nova para ler a cada semana, durante um ano inteiro, viajando do Amapá ao Rio Grande do Sul, percorrendo vilarejos e metrópoles, interior e capitais, praias, mata e sertão”. Que tal começar a ler na primeira semana de férias?



  • Viagens para lugares que eu nunca fui:

Neste livro, Arthur Nestrovski explora a ideia de criar um caderno de viagens imaginárias, por diversos lugares encantadores, como Sevilha, Marrakech, Itapuã, Bessarábia, o Parque Kruguer, na África, Bali, Gorgonzola, Machu Picchu, San Francisco, Darjeeling, Kyoto, a Ilha de Páscoa, o rio Negro, as Montanhas Celestes chinesas, Alexandria e o bairro paulista do Cambuci. Nas palavras do próprio autor, "para a gente viajar, não precisa muito: só a vontade, só um pouco de tempo. Basta abrir os olhos, basta fechar os olhos, basta abrir um livro, depois fechar".



  • O Cemitério de Praga, Umberto Eco

Conhecido por títulos como O Nome da Rosa e O Pêndulo de Foucault, Umberto Eco é o autor do livro Cemitério de Praga, que faz uma alusão ao antigo Cemitério Judeu de Praga, onde de acordo com Os Protocolos dos Sábios de Sião, judeus teriam conspirado para dominar o mundo. Os nomes das personagens do livro são conhecidos da grande maioria do público, como Sigmund Freud, e apenas uma das tantas figuras que aparecem neste romance, é inventada. Com grande maestria, Eco nos apresenta mais um romance cheio de reviravoltas e com tramas históricas que fazem desta obra uma ficção quase real.



  • As cidades invisíveis, Italo Calvino

Outro autor italiano Italo Calvino escreve As cidades invisíveis para apresentar a memória que permeia a vida dos habitantes das cidades. O livro é curto, tem aproximadamente 150 páginas, mas aborda os conceitos geográficos da existência humana nas ruas das cidades em que vivemos. Italo Calvino escreve de um jeito único e muito peculiar e as ilustrações de sua obra ficam por conta do conterrâneo Matteo Pericoli.



  • Um mistério no Caribe, Agatha Christie

Miss Marple, uma senhorinha peculiar, e de certa forma curiosa, está descansando em suas férias à beira-mar, porém, o tédio toma conta de seus dias no Caribe, até o momento em que um caso de assassinato aparece para quebrar a monotonia. Agatha Christie foi consagrada, ainda em vida, rainha do crime, e a alcunha não foi à toa: ao longo de sua carreira, ela acumulou mais de 80 títulos do que conhecemos como romance policial, entre eles, esse que destacamos para vocÊs: Um mistério no Caribe. O cenário paradisíaco não é motivo para tréguas e até mesmo quando merece um descanso, Miss Marple decide ir atrás do culpado.



  • A Trilogia de Nova York, Paul Auster

Nova York é uma cidade tão icônica que figura como personagem de canções, poemas, prosa e filmes, muitos filmes. Na literatura, temos a Trilogia de Nova York, de Paul Auster, como homenagem a esta arrebatadora cidade. São três histórias: Cidade de Vidro, Fantasmas e O Quarto Fechado, que se passam na selva de pedra mais glamourosa do mundo! O grupo Companhia das Letras, que publica no Brasil a trilogia, afirma que: “Nova York se torna, aqui, a imagem de um labirinto mental feito de pistas falsas e verdadeiras, de acasos e equívocos: é na própria cidade que Auster se apóia para retrabalhar o gênero policial”.




gif

382 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo